Arquivo | Saúde RSS for this section

Ibotirama: jovem luta contra câncer e amigos fazem campanha

No mês em que se intensifica a luta contra o câncer de mama em todo o país, uma jovem ibotiramense está enfrentando a batalha mais difícil da sua vida. Bruna Magalhães, de 23 anos, foi diagnosticada com câncer no ovário e, desde então, luta pra vencer a doença.

Através da sua página no Facebook, Bruna conta que, desde julho, está lutando contra  o câncer. Ela já passou por uma cirurgia para a retirada de um tumor, mas o procedimento não foi o suficiente. Após exames, os médicos constataram que a doença havia se espalhado e atingido outros órgãos. Uma nova cirurgia foi feita e a jovem está em recuperação.

Pelas redes sociais, os amigos de  Bruna iniciaram uma campanha de arrecadação de fundos para ajudá-la no tratamento, que está sendo feito em Salvador. As doações podem ser feitas através da conta poupança 3133-1, operação 013,  agência Caixa 3508, no nome de Maria Dislenia Rodrigues de Magalhães. Toda contribuição é muito importante!

Fonte:gazeta5
Anúncios

Rio São Francisco enfrenta a mais grave crise hídrica

Com 516 anos de exploração por parte das civilizações que ocuparam o Brasil há mais de cinco séculos, o rio São Francisco está passando pela mais severa crise hídrica contemporânea. Hoje, o Velho Chico chegou aos menores níveis de reserva, o que afeta diretamente milhões de pessoas que dependem das suas águas.

No dia do santo padroeiro do rio, celebrado hoje, a situação é crítica para as pessoas que dependem das suas águas para viver. Este é o caso do técnico em agropecuária José Cerqueira. Morador da margem de Sobradinho em Sento Sé, ele vê com tristeza a situação do rio, que já foi o grande provedor de uma imensa região. “Não conseguimos mais produzir nosso alimento e muitas famílias passam fome”, disse, acrescentando que já chorou várias vezes, vendo a água diminuir a cada dia.

A escassez hídrica do rio será tema do IV Encontro dos Comitês Afluentes do Velho Chico, no Hotel Catussaba, em Salvador, amanhã e sexta-feira.

Salvação

Contudo, para o presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do São Francisco (CBHSF), Anivaldo Miranda, ainda existe salvação, “desde que o programa de revitalização seja efetivamente tirado do papel e que todos, incluindo os órgãos públicos, os empreendedores da iniciativa privada e os usuários, se empenhem em cumprir o Plano de Recursos Hídricos da Bacia”.

Todos devem rever seus conceitos sobre produção e consumo

Anivaldo Miranda, presidente do CBHSF

Capitaneado pelo CBHSF, esse plano foi concluído em 2016 e prevê ações até o ano de 2025, com valores estimados em R$ 35 bilhões. “A maior parte deste total é de recursos orçamentários, já previstos pela União e os estados”, afirmou, destacando que, para evitar o colapso, devem ser canalizados para a bacia do São Francisco.

Outro ponto importante é a necessidade de aprovação da emenda constitucional classificando o cerrado e a caatinga como patrimônio nacional, como foi feito com a mata atlântica e a Amazônia. O fortalecimento dos comitês das bacias estaduais, a criação de sistemas de outorga confiáveis, a classificação dos rios e o estabelecimento da cobrança pelo uso das águas superficiais e as subterrâneas são, segundo ele, fundamentais.

Com recursos obtidos a partir da cobrança pelo uso da água na calha principal do rio, o CBHSF implementa projetos hidroambientais, sendo que 43 já foram concluídos e 14 estão em andamento. “Devemos estar preparados para extremos climáticos”, concluiu.

Sobradinho 

Como reflexo da estiagem que se agrava desde 2012 na Bahia e em diversos outros estados da região Nordeste, a vazão defluente da barragem de Sobradinho vem sendo reduzida nos últimos anos aos níveis mais críticos da sua história.

A crise hídrica deixou o lago de Sobradinho com 4,87% das águas do volume útil nos primeiros dias de outubro. Em 29 de setembro esse número era de 5,23%, com redução registrada dia a dia. Desde a semana passada, a sua vazão defluente passou para 580 m³/s, enquanto que a vazão de entrada no reservatório era de 290 m³/s.

8,69%

do volume útil total foi o percentual a que chegou a reserva equivalente do Velho Chico este mês. Em 2016, o armazenamento era de 15,24% do volume útil no mesmo período

A redução da vazão para 550 m³/s estava autorizada pela Agência Nacional de Águas (ANA) desde o mês de julho. O Ibama, por sua vez, tinha consentido este patamar desde o mês de agosto. Essa é a menor vazão defluente desde a construção do reservatório de Sobradinho na década de 1970, planejado para gerar energia e regular a vazão das águas.

Nesse período, a Chesf fez testes de adaptação ao longo dos trechos abaixo das barragens, reduzindo a vazão de forma gradativa para que os locais de captação fossem se adequando a menor volume de água no leito do rio.

A meta desejada com a redução da vazão defluente é preservar a pouca reserva existente, de modo que até a chegada das chuvas na região as barragens tenham água suficiente para abastecer a população ribeirinha e das cidades que dependem do Velho Chico.

Ministério da Saúde confirma mais sete mortes por febre amarela

Mais sete pessoas morreram em decorrência da febre amarela nos últimos dois dias e mais 20 casos da doença nos estados de Minas Gerais, do Espírito Santo e de São Paulo. Segundo balanço divulgado nesta sexta-feira (17) pelo Ministério da Saúde, desde o início do ano, dos 200 óbitos suspeitos de febre amarela notificados, 89 foram confirmados, 108 continuam sob investigação e três foram descartados. As mortes provocadas pela febre amarela ocorreram em Minas Gerais (77), no Espírito Santo (9) e em São Paulo (3). A pasta afirma que 1.258 casos foram notificados neste ano, sendo 263 confirmados. Do total, 882 são investigados e 113 foram descartados. Do total de registros, 1.032 foram em Minas, 163 no Espírito Santo, 16 em São Paulo, 15 na Bahia, 6 no Tocantins e um caso no Rio Grande do Norte. Para conter o avanço da doença, o Ministério da Saúde enviou 12,7 milhões de doses extras da vacina contra a doença para os estados com registros de casos e para localidades na divisa com áreas que tenham casos notificados. Até o momento, Minas Gerais recebeu 5,5 milhões de doses extras do imunizante, São Paulo, 2,75 milhões de doses; Espírito Santo, 2,5 milhões; Rio de Janeiro, 1,05 milhão e a Bahia, 900 mil. O montante, segundo o ministério, é um adicional às doses de rotina do Calendário Nacional de Vacinação, enviadas mensalmente aos estados.

Fonte:BN

Estratégia de controle da febre amarela será discutida com prefeitos nesta terça

O secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, se reunirá com técnicos da Superintendência de Vigilância e Proteção à Saúde, prefeitos e secretários municipais de saúde de 67 municípios nesta terça-feira (24) para debater estratégias de controle a febre amarela. O encontro, que acontece em virtude dos recentes óbitos registrados em São Paulo, Goiás e Minas Gerais ligados à doença, será realizado no auditório da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador, a partir das 14h. De acordo com a Secretaria de Comunicação Social (Secom), a vacinação nestes municípios localizados a oeste, sudoeste e extremo sul baiano fora intensificada após uma recomendação emitida pela Vigilância Epidemiológica do Estado na semana passada. Dos 67 municípios, 45 estão localizados na área de risco para transmissão da febre amarela silvestre. Já as outras 22 cidades apresentam grande circulação de pessoas vindas do estado de Minas Gerais, estado que confirmou 25 mortes suspeitas da doença na última sexta-feira (20).

Fonte:BN

Hospital público de Bom Jesus da Lapa realiza primeira VÍDEO CIRURGIA DO INTERIOR DO OESTE BAIANO.

Foi realizado nesse último dia 14 de janeiro, o primeiro procedimento cirúrgico feito através de vídeo. A Vídeo Laparoscopia, como é chamado o procedimento, é menos evasivo, ou seja, menos agressivo ao paciente e com tempo menor de recuperação pós cirúrgica. O procedimento permite ao médico uma clara visualização através de monitores, com câmeras de alta resolução, evitando assim, o corte feito com bisturi elétrico.
No interior do oeste baiano, em hospital público, esse foi o primeiro procedimento realizado, já que apenas o setor privado dispunha de equipamento para tal procedimento.
Estima-se que o Hospital Municipal Carmela Dutra em Bom Jesus da Lapa, realizará uma média de 30 vídeo cirurgias por mês.
Assessoria de comunicação da secretaria de saúde.

Vitória da Conquista registra aumento de 37% em ataques de escorpião

A Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) notificou 81 casos de acidentes por escorpião na cidade de Vitória da Conquista em 2016, um aumento de aproximadamente 37% de 2015, quando foram registrados 59 casos. O diretor do Centro de Informações Antiveneno (Ciav), Daniel Rebouças, o aumento está “dentro do esperado por conta do aumento do desmatamento de áreas verdes, que provocam a migração do escorpião para áreas urbanas”. Uma professora foi picada pelo animal dentro de sua própria casa no início desta semana na capital em Conquista. As recomendações médicas para quando o acidente ocorrer é ir o mais rápido possível para o hospital para iniciar o tratamento devido. Tirar foto do escorpião ou levá-lo para o centro médico é importante para que a espécie do invertebrado possa ser identificada.

Fonte:BN

BOM JESUS DA LAPA RECEBE MUTIRÃO DE CIRURGIAS DA SESAB.

A Prefeitura Municipal de Bom Jesus da Lapa através da Secretaria de Saúde recebeu no início deste mês de dezembro a caravana da SESAB com o Programa Mutirão de Cirurgias, para suprir as demandas de várias cidades do território que encontra-se com pacientes em filas de esperas para submeter a uma cirurgia.
O Mutirão de Cirurgias, serviço vinculado ao programa Saúde sem Fronteiras, atenderá gratuitamente 13 mil baianos no período de um ano. Serão atendidas somente pessoas que tenham encaminhamento do Sistema Único de Saúde (SUS) para a realização de procedimento cirúrgico.
O objetivo do Governo do Estado é auxiliar os municípios na redução da fila de espera de cirurgias eletivas, atendendo os pacientes com agilidade e cuidado.

Inicialmente estão contempladas: cirurgias de vesícula, câncer de próstata, hérnia, útero, miomas e câncer de mama. Posteriormente, serão adicionados outros tipos de cirurgias ao programa.
O Governo do Estado disponibilizará a equipe médica e toda a estrutura para os procedimentos, além do acompanhamento do paciente após a cirurgia. Os atendimentos médicos serão realizados nos hospitais estaduais e nas unidades complementares de cada região da Bahia. Isso permitirá que o paciente tenha maior comodidade e não faça grandes deslocamentos. As prefeituras serão responsáveis por garantir o acesso dos pacientes às cidades onde serão realizados os procedimentos.

Ibotirama:A Prefeitura de Ibotirama, através da Secretaria Municipal de Saúde, realizou treinamento dos profissionais de saúde

A Prefeitura de Ibotirama, através da Secretaria Municipal de Saúde, realizou treinamento dos profissionais de saúde para aplicar o teste rápido de detecção do HIV, Sífilis e Hepatites B e C, um novo serviço na Atenção Básica, fundamental para a redução dos casos de DST nas gestantes e principalmente nos recém-nascidos (sífilis congênita). Para se ter uma ideia, os exames detectam os anticorpos contra a Sífilis e HIV em até 20 minutos, colhendo apenas uma gota de sangue da ponta do dedo, permitindo que o paciente conheça o resultado e receba o tratamento e os serviços de aconselhamento necessário no momento da consulta de pré-natal.

Fonte:cecom

Barreiras/Ibotirama: Médicos do Samu pararam suas atividades por atraso nos salários.

O Coordenador Médico do Samu Regional Barreiras/Ibotirama, Igor de Almeida Alves, emitiu nota informando que os vinte e um municípios integrantes da Coordenadoria, poderão ficar sem o atendimento do serviço socorrista devido à ausência de médicos reguladores. De acordo com o Coordenador, os médicos estão sem receber salários deste o último mês de julho. Cada plantão é composto por dois profissionais para receber as chamadas de toda a região. O Coordenador explica que o retorno dos serviços só seriam possíveis com a pagamento devido pela Empresa Unibrasil.

 (Portal Lapa Oeste)

Campanha alerta para importância de conversar sobre depressão

No Dia Mundial da Saúde Mental, comemorado hoje (10), a Organização Mundial da Saúde (OMS) lançou a campanha Depressão: vamos conversar sobre isso. De acordo com a entidade, a doença afeta pessoas de todas as idades e esferas sociais, causa angústia mental e impacta diretamente na capacidade de realizar as tarefas mais básicas do dia a dia.

“Na pior das hipóteses, a depressão pode levar ao suicídio, segunda principal causa de morte entre pessoas na faixa etária dos 15 aos 19 anos”, alertou a OMS. A organização destacou, entretanto, que a doença pode ser prevenida e tratada e que uma melhor compreensão acerca do quadro pode fazer com que mais pacientes procurem ajuda.

O risco de uma pessoa apresentar um quadro depressivo ao longo da vida, segundo a entidade, aumenta diante de fatores como a pobreza; o desemprego; a perda de uma pessoa querida ou o fim de um relacionamento; doenças físicas; e problemas causados pelo consumo de álcool e pelo uso de drogas,

“No centro da campanha está a importância de conversar sobre a depressão como um componente vital para a recuperação. O estigma em torno de doenças mentais, incluindo a depressão, permanece como uma barreira para as pessoas procurem ajuda em todo o mundo”, destacou a organização.

A doença

Segundo a OMS, a depressão é uma doença caracterizada pela tristeza persistente e pela perda de interesse em atividades antes apreciadas, acompanhadas da inabilidade em exercer tarefas rotineiras por um período de, pelo menos, duas semanas. Além disso, pessoas com depressão normalmente apresentam sintomas como:

– perda de energia;

– mudanças no apetite;

– alterações no sono (dormir mais ou dormir menos que o habitual);

– ansiedade;

– concentração reduzida;

– indecisão;

– inquietação;

– sentimentos como inutilidade, culpa e desesperança;

– pensamentos sobre autoagressão ou suicídio

Estigma

Ainda de acordo com a entidade, o simples ato conversar sobre a depressão contribui para romper o estigma da doença – seja com um membro da família, um amigo ou um profissional de saúde; em grupos maiores, como nas escolas, no trabalho ou em ambientes sociais; e em meios de comunicação, blogs ou redes sociais.

“A depressão pode afetar qualquer um. Essa campanha, portanto, é para todos, seja lá qual for a sua idade, sexo ou status social”, destacou a OMS, ao citar atenção particular a três grupos proporcionalmente mais afetados: adolescentes e jovens adultos; mulheres em idade reprodutiva (sobretudo após o parto); a adultos com mais de 60 anos.

“Conversar com pessoas em quem você confia pode ser o primeiro passo rumo à recuperação de um quadro depressivo”, concluiu a entidade.

Casca de romã pode prevenir o mal de Alzheimer, diz pesquisa

A romã pode ajudar a prevenir o Alzheimer. Esta é a conclusão de um estudo realizado por pesquisadores da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da Universidade de São Paulo (USP) em Piracicaba (SP). Segundo a pesquisa, a casca da fruta é rica em substâncias que ajudam a combater sintomas da doença, como a falta de memória.

De acordo com Maressa Caldeira Morzelle, doutora em Ciência e Tecnologia de Alimentos, da Esalq/USP, a casca da fruta, que geralmente é descartada, concentra a maior quantidade das substâncias que trazem benefícios à saúde, como a prevenção do Alzheimer. “A casca tem dez vezes mais dessas substâncias antioxidantes que a polpa”, explicou ao G1.

O estudo também analisou outras frutas, mas a romã foi que apresentou melhor resultado. “Em comparação com outras frutas como o morango e blueberry, que também são antioxidantes, a romã é a mais eficaz no combate a doenças degenerativas, pois na casca da fruta a uma alta concentração de compostos fenólicos, os principais responsáveis pela atividade antioxidante”, afirmou.

A pesquisa

Os pesquisadores chegaram a essas conclusões após darem extrato da casca de romã para alguns animais. Os resultados mostraram que o consumo da substância foi capaz de inibir em até 77% a atividade da enzima acetilcolinesterase, que atua de forma prejudicial nas terminações nervosas.

Os animais tratados também apresentaram níveis de substâncias que favorecem a sobrevivência dos neurônios e foram capazes de reduzir as placas amiloides, uma das principais características da doença Alzheimer. Além disso, eles apresentaram manutenção da memória, o que não aconteceu nas cobaias que não foram tratadas com a romã.

Consumo

Apesar dos animais do estudo terem sido tratados com extrato da casca da romã, porque o gosto desagradável da casca poderia dificultar a ingestão pelos animais, a pesquisadora afirma que “as pessoas podem fazer suco ou chá com a casca” para usufruir dos benefícios da fruta.

Como o efeito da substância é preventivo, Maressa recomenda começar a consumir a casca da romã ainda jovem. “O ideal é que as pessoas comecem a consumir a casca da romã o quanto antes, pois assim será cada vez menor a possibilidade de desenvolver o Alzheimer”, diz.

Anvisa suspende comercialização de sibutramina e omeprazol

Procurado, o laboratório Aché informou que está tomando todas as medidas necessárias

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu a comercialização da sibutramina, remédio indicado para emagrecimento, e do omerprazol, usado contra acidez estomacal, fabricados pelo laboratório Aché. A empresa deverá recolher todo o estoque dos medicamentos que estão no mercado.

Segundo a agência reguladora, o Biomag (cloridrato de sibutramina monoidratado) da fabricante, e seu genérico, o Coloridrato de Sibutramina, de 10 miligramas e 15 miligramas, estavam sendo fabricados com matéria-prima de fornecedor diferente do aprovado.

Já o Gastrium (omeprazol), versões de 10 miligramas e de 20 miligramas, teve a comercialização suspensa, segundo a Anvisa, por ser fabricado com formulação diferente da registrada na agência reguladora.

Procurada pela Agência Brasil, o laboratório Aché informou que está tomando todas as medidas necessárias para atender às adequações referentes às normas da Anvisa. “O Aché afirma e assegura que esses medicamentos, que se encontram atualmente no mercado, são absolutamente seguros e eficazes, cumprindo com os mais altos padrões de qualidade”, informou em nota a empresa.

Barreiras: Sogiba promove Jornada de Atualização em Ginecologia e Obstetrícia

A Associação de Obstetrícia e Ginecologia da Bahia (Sogiba) promove, nos dias 5 e 6 de agosto, no município de Barreiras, a Jornada de Atualização do Oeste em Ginecologia e Obstetrícia. Temas como Endometriose, Partograma, Ecografia, Casal infértil, Cesárea, Miomatose Uterina e Infertilidade serão discutidos durante o encontro, dividido em palestras, mesas redondas e debates coordenados por médicos especialistas. A jornada será realizada no Hotel Moribuxaba, localizado na Av. Antônio Carlos Magalhães. Profissionais da área da saúde, estudantes e demais interessados devem realizar a inscrição por meio do telefone (71) 3351-5907 ou e-mail sogiba@sogiba.com.br.

Ciretrans recebem treinamento da Sesab para combate ao Aedes aegypti

Os coordenadores das 33 Cinscunscrições Regionais de Trânsito (Ciretrans) que funcionam no interior do estado participaram de um treinamento para combate aos focos do mosquito Aedes aegypti, promovido pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), na última terça-feira (19).

No pátio de veículos apreendidos pelo Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran), no bairro de Mussurunga, em Salvador, agentes de endemias da Sesab mostraram o risco que os carros e sucatas expostos representam para o acúmulo de água e lixo, ambiente propício para a reprodução do mosquito transmissor da zika, chikungunya e dengue.

Para evitar os focos do Aedes, foram ensinadas medidas preventivas. “Primeiro, a gente localiza o possível criadouro do mosquito. Caso haja água no local, utilizamos 0,1g de larvicida, que serve para até 50 litros de água. Em chapas de aço, onde não se usa o larvicida, a orientação é completar com areia para evitar que a água se acumule”, explicou o agente de endemia, Jessé dos Santos Peixoto.

Segundo o coordenador de Fiscalização do Detran, tenente- coronel Josafá Soares, que também participou do treinamento, a parceria com a Sesab reforça o trabalho preventivo já realizado pelo órgão de trânsito. “Fazemos o controle regular da situação nos pátios da capital e do interior e realizamos a operação ‘Cidade Limpa’, que retira carros abandonados nas vias. Agora, os coordenadores das Ciretrans estão melhor preparados e vão levar o que aprenderam aqui para as suas unidades, onde serão multiplicadores das informações junto aos servidores”, declarou.

O coordenador da Ciretran de Itamaraju, no extremo sul baiano, Gustavo Gouveia, estava confiante. “Com as orientações que recebemos, vamos poder tomar providências mais efetivas contra o mosquito, como usar a quantidade certa de larvicida e colocar lonas nos veículos com janelas quebradas”.


Fonte: Ascom/Detran

Imagens inéditas mostram gravidade da lesão causada pelo vírus zika no crânio de um bebê

A revista científica Neurology, da Academia Americana de Neurologia trouxe, como capa, imagens tridimensionais inéditas da gravidade da lesão encontrada no crânio de um bebê com microcefalia. A mãe do bebê que teve seu cérebro utilizado foi exposta ao vírus zika no primeiro trimestre de gestação. De acordo com a Agência Fiocruz de Notícias, as imagens fazem parte do artigo “Cranial bone collapse in microcephalic infants prenatally exposed to zika virus infection” (Colapso dos ossos cranianos em bebês com microcefalia expostos à infecção pelo vírus zika na gestação) e fazem parte do trabalho do Instituto Fernandes Figueira (IFF). A unidade é especializada na assistência a gestações de alta complexidade e na atenção a crianças com doenças crônicas. E, desta forma, acompanha as consequências da infecção pelo zika em gestantes e o nascimento de crianças com anomalias, em especial a microcefalia. A Agência Fiocruz de Notícias divulgou que a equipe se surpreendeu ao comparar os achados radiológicos das crianças que têm microcefalia por conta do vírus zika com as que possuíam a doença por fatores genéticos ou por infecção congênitas. “Com as imagens tridimensionais realizadas no IFF, nós conseguimos visualizar todos os aspectos da calota craniana. Nessas imagens, temos as dimensões reais. Como estamos diante de uma situação nova, o que nos chamou atenção foi o grau de deformidade do crânio”, afirmou a médica radiologista responsável pela realização dos exames e das imagens publicadas, Márcia Boechat. Ela destacou que o tecido cerebral foi afetado no que diz respeito ao arcabouço ósseo. “É como se acontecesse o colapso da calota craniana, secundariamente a destruição do cérebro que estava em desenvolvimento. Com isso, os ossos superiores foram rebaixados. Clinicamente, é possível palpar uma espécie de bico tanto atrás, na região occipital, quanto nas laterais da cabeça dos bebês”. Tânia Saad, neurologista infantil do Instituto, afirmou que a deformidade por conta do vírus afeta diretamente os neurônios. “Por conta da desaceleração do crescimento cerebral, alguns neurônios acabam perdendo as suas funções, o que prejudica diretamente a capacidade de aprendizagem dessas crianças. Contudo, dependendo da localização no cérebro onde há lesões e do grau de sua extensão, os bebês podem apresentar problemas de visão, surdez, dificuldade para deglutir a própria saliva, convulsões, entre outros sintomas”, afirmou.

estudo_iff