Riacho de Santana: MP investiga prefeito por crime denunciado via aplicativo de celular

Uma denúncia recebida através do aplicativo Pardal motivou uma apuração do Ministério Público Estadual (MP-BA) contra o atual prefeito de Riacho de Santana, oeste baiano, Alan Vieira (PSD). A suspeita é que o gestor, que concorre à reeleição, teria cometido abuso do poder econômico por distribuir gasolina para “motoqueiros” que participaram de uma carreata do candidato. No procedimento administrativo, será ouvido também o proprietário de um posto de combustível, entre outras pessoas com participação no suposto delito eleitoral. O aplicativo Pardal, para celulares, é usado pela primeira vez nas eleições neste ano. Com o app, o eleitor pode denunciar casos de abusos e irregularidades no pleito. A apuração contra o prefeito foi publicada nesta terça-feira (13) no Diário da Justiça Eletrônico.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: