DAVI DESAFIA GOLIAS: TONHÃO DE BARREIRAS X ARIVAL VIANA DE BURITIRAMA DURANTE REUNIÃO DA UMOB

A reunião da UMOB – União dos Municípios do Oeste Baiano – realizada nesta quinta-feira, 09 – teve momentos de tensão e enfrentamento entre o prefeito Arival Viana, de Buritirama e Antonio Henrique, de Barreiras. Os dois gestores ficaram de pé, de dedo em riste e, aos gritos, protagonizaram um bate-boca intenso.
Arival alegou que chegou  cedo, se inscreveu para falar e, quando o prefeito Antonio Henrique chegou a palavra  foi passada imediatamente a ele e aos secretários municipais de Barreiras sem que a ordem de inscrição fosse respeitada. “Não aceito este tipo de coisa, isso é um desrespeito a Buritirama. Quer dizer que vai ser sempre assim, os grandes atropelando os pequenos?” bradou.
Antonio Henrique retrucou na mesma altura; “Eu não vim aqui atrapalhar a reunião de ninguém. Eu apenas vim defender a preservação dos nossos rios que é um assunto muito importante.”
A discussão continuou se avolumando e os demais prefeitos pediram calma a ambos.
Arival disse que é prefeito de cinco mandatos, que é um dos fundadores da UMOB, que sempre participou das reuniões e contribuiu com a entidade e que Antonio Henrique não fazia o mesmo.
Tonhão rebateu dizendo que Barreiras sempre deu todo apoio a UMOB. Arival contra-atacou afirmando que o assunto que Tonhão apresentava era importante mas que tinha outra pauta definida anteriormente e que esta é que deveria ser priorizada.
Mostrando jogo de cintura, na sua primeira reunião como presidente da UMOB, o prefeito de São Desidério, Demir Barbosa, descascou o abacaxi, jogou água na fervura e conseguiu controlar a situação. Demir chegou a pedir desculpas a Arival por não ter seguido a ordem de inscrição. Depois disso o clima voltou a normalidade e a reunião prosseguiu sem alteração.
Arival também pediu desculpas mas se retirou do encontro sem esconder a contrariedade. Tonhão permaneceu até o final. Já bem tranquilo deu risadas do bate boca. O ex-presidente da UMOB, Marcelo Mariani, minimizou o desentendimento e disse que isso é natural na política.
“O fato é que Antônio Henrique de Barreiras saiu da UMOB quando queria ser presidente e não aceitou o mandato de Marcelo Mariani de Cotegipe.Volta agora para uma reunião da UMOB e acha que todo mundo tem que se curvar. Tonhão é famoso pela valentia, mas se esquece que pra cada valente tem um valente e meio.Arival é baixinho, mas é cabra macho pra encarar seja lá quem for.Ainda mais, quem rejeitou a UMOB sem se quer ir a uma reunião, enquanto Mariani foi presidente eleito de forma democrática.”
Fonte:blog Mural do Oeste
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: